Resenhas

Nada Dura Para Sempre de Sidney Sheldon

Sidney Sheldon consegue engrandecer as mulheres em seus livros de uma forma que nunca vi em outro autor. Parece que para ele, são as mulheres que fazem o mundo ser o mundo (pura verdade não é mesmo?). Nada Dura Para Sempre foi o sexto livro que li do autor e foi a sexta vez que desejei ser uma de suas heroínas. As protagonistas são sempre mulheres fortes que dão a volta por cima. Para Sheldon, nós temos o poder.

10872253_770967836273691_287748311_n

As protagonistas da vez são três mulheres. Paige, Kate e Honey são médicas residentes que estão indo pela primeira vez trabalhar em um hospital. Saíram da sala de aula para enfrentar pacientes reais e uma sala de cirurgia. Mas não são somente os pacientes que vão ser um desafio. Estamos em uma época que mulheres não eram médicas, no máximo chegavam a ser enfermeiras. As três se tornam as primeiras médicas do Hospital Embarcadero de São Francisco. Para ajudar, Kate é negra. Se for ruim ter três medicas em um hospital, uma médica negra é ainda pior.

Acompanhamos a rotina de um hospital público pelas experiências dessas três médicas. Plantões de mais de 48 horas, noites mal dormidas e cirurgias de risco são coisas normais para um médico, o autor consegue deixar isso bem claro no livro.

Além da vida profissional que não é difícil, cada uma toma um rumo diferente e complicado. Kate se envolve com um mafioso que seu irmão deve dinheiro, Honey tem um passado pouco confiável e sua carreira como médica sempre anda por um fio e por último temos Paige. Ela é filha de um Médico Sem Fronteiras, devido à realidade de seu pai se torna uma médica totalmente dedicada. A sua prioridade é o paciente, por isso quando seu paciente pede para ela acabar com seu sofrimento e deixa-lo morrer, ela entra em sérios problemas.

A eutanásia é um dos temas principais do livro através das ações da Paige. Através dela temos uma visão ampla das diferentes opiniões sobre a prática da eutanásia. Nunca pensei em tomar partido sobre o tema e quando acabei esse livro, também não consegui afirmar se sou a favor ou contra, pois entendi ambos dos lados.

“A questão é simples: temos o direito de obrigar pacientes impotentes a viverem em dor, a permanecerem vivos no sofrimento? Se um cavalo quebra uma perna, nós acabamos com seu sofrimento com um tiro.” Pg 355

Temas como o racismo, machismo e eutanásia são tratados com cuidado e exemplificados com situações do dia-a-dia. Através desse cuidado da pra perceber o quando Sheldon se dedica a cada livro que escreve e o resultado não pode deixar de ser melhor do que a perfeição.

“Há três tipos classes de seres humanos: humanos, mulheres e médicas.” Pg 10

Cinco estrelas é muito pouco para essas mulheres tão guerreiras! Elas e Sidney Sheldon merecem uma constelação inteira!

Um beijo da Anne.

10818891_770967846273690_1386109276_n

 

Anúncios

3 comentários em “Nada Dura Para Sempre de Sidney Sheldon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s